Equipe:  Maria Cristina Franceschini, Elisabete Agrela de Andrade, Rosilda Mendes,  Marco Akerman, Douglas Roque Andrade, Fatima Madalena de Campos Lico

Contato: cepedoc@cidadessaudaveis.org.br

Período: Abril – em curso

Esta pesquisa discute como os discursos de prevenção e promoção da saúde foram incorporados pela população brasileira no contexto da pandemia do coronavírus. Analisam-se materiais postados na internet e mídia social após o primeiro caso de morte por COVID-19 e que são relacionados com promoção da saúde e COVID-19 com o objetivo de orientar a resposta da sociedade à pandemia. A análise considera dois fatores: a falta de governança da pandemia pelo governo brasileiro e a infodemia. Há um uso complexo de informação científica com recomendações que enfocam no que as pessoas deveriam fazer (intervenções) e na transformação de comportamentos individuais com base em um modelo ideal de comportamentos saudáveis.  Reforçaram-se narrativas voltadas para delegar à população e grupos sociais específicos, a tarefa de cuidar-se, removendo do Estado a responsabilidade de oferecer condições para que a população enfrente a situação. Existe uma sofisticação de estratégias para culpabilizar práticas individuais e de organização pessoal que são desconectadas do coletivo, particularmente para aqueles que vivem em situações de extrema vulnerabilidade. Ao mesmo tempo, surgem discursos baseados em lógicas de solidariedade e renovação de conexões sociais, que são empoderadoras e consistentes com a prática de promoção da saúde pois atribuem significados aos sujeitos e suas formas de vida.  Consideramos que, a principal ação da promoção da saúde nesse momento é política e deve ser direcionada a reafirmar os princípios da promoção da saúde, apoiando uma mobilização permanente contra os revezes na esfera pública e para a defesa de uma nova visão de sociedade que seja democrática, inclusiva e coletiva.

 

Pesquisa: Informação, controle e promoção da saúde no contexto brasileiro da pandemia

CEPEDOC – Centro de Estudos, Pesquisa e Documentação em Cidades Saudáveis.

Faculdade de Saúde Pública da USP
Av. Dr. Arnaldo, 715, subsolo sala 25
Cep: 01246-904 - São Paulo SP (Metrô Clinicas)
Tel: +55.11. 3061-7993
E-mail: cepedoc@cidadessaudaveis.org.br

 


Exibir mapa ampliado